Saúde
30 Abril de 2021 | 10h04

ÚLTIMOS DOIS MESES

Crianças e jovens são os principais infectados

Nos últimos dois meses, crianças e jovens menores de 20 anos tem sido os mais infectados pelo vírus da COVID-19.

Os dados foram avançados pelo vice-reitor para a área científica e pós graduação da Universidade Privada de Angola, José Ribeiro, na apresentação do estudo sobre "O ponto de situação do SARS-COV-2 em Angola”, no ponto informativo de actualização dos dados da pandemia no país desta quinta-feira, 29 de Abril, em Luanda.

O especialista acredita que o regresso às aulas seja uma das razões da subida elevada do número de casos positivos.

O seu estudo revela ainda que mulheres com idades entre 40 e 49 anos têm sido também muito infectadas pelo vírus SARS-COV-2 nos últimos dois meses.

"Reduziu o número de homens em praticamente todos os grupos etários, significativamente. É preocupante e devemos a partir de agora acompanhar muito de perto, para evitar que a partir das escolas haja mais infecções”, acrescentou.

Através de gráficos, o especialista demostrou que a velocidade de transmissão da pandemia em Angola está muito elevada e considerou necessário o país sair da média semanal de 200 casos positivos, para não se atingir o pico desta segunda vaga de uma forma mais rápida e mais intensa.

"Não podemos permitir que essa taxa de infecções prossiga. Temos que mantê-la abaixo dos 0,4 por cento pelo menos”, recomendou.