Saúde
21 Janeiro de 2021 | 08h01

TAXA DE RECUPERAÇÃO É DE 88.6 POR CENTO

País registou dois óbitos e 82 casos positivos

As autoridades sanitárias notificaram 82 novos casos positivos de COVID-19 nas últimas 24 horas, sendo 28 em Luanda, 25 no Huambo, 21 no Bié, sete em Cabinda e um caso na província do Moxico.

Os cidadãos infectados, 45 do sexo masculino e 37 do sexo feminino, tem idades variadas, entre quatro e 79 anos.

Em Luanda, as localidades mais acometidas são Belas, Kilamba Kiaxi,Ingombota, Maianga, Sambizanga e Viana.

De acordo com o secretário de Estado para Saúde Pública, Franco Mufinda, nas últimas 24 horas foram também registadas duas mortes por COVID-19 de cidadãos nacionais na província de Luanda, um do sexo masculino e outro do sexo feminino, com 56 e 74 anos.

No mesmo período, ficaram recuperados 99 pacientes, sendo 35 em Benguela, 20 no Zaire, 15 em Luanda, 11 no Bié, oito no Huambo, sete na Lunda Norte e três na província do Moxico. As suas idades variam de três a 71 anos. A taxa de recuperação é 88.6 por cento.

Com estes dados o país passa a ter um quadro epidemiológico com que 19.093 casos positivos, dos quais 444 óbitos, 16.921 recuperados e 1.728 activos. Dos activos, sete estão críticos, oito graves, 89 moderados, 105 leves e 1.519 assintomáticos.

Neste momento, nos centros de tratamento da COVID-19 em todo país estão internados 209 pacientes e sairam quatro nas últimas 24 horas, sendo três na província do Moxico e uma no Cuanza Sul.

Em quarentena institucional estão 134 pessoas e 2.872 contactos directos e ocasionas dos casos positivos sob vigilância epidemiológica.

Os laboratórios de testagem processaram 1.819 amostras e deste número 82 foram positivas, resultando numa taxa diária de positividade de 4.5 por cento. O registo cumulativo é de 341.457 amostras processadas, sendo 19.093 positivas, com um taxa cumulativa de positividade de 5.6 por cento.

O Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) recebeu 84 chamadas para pedidos de informação sobre a COVID- 19.

A equipa de saúde mental e de intervenção psico-social assistiu 34 pessoas através das linhas telefónicas de apoio psicológico.

Nos pontos de entrada e Saída da província de Luanda foram atendidos 793 utentes, 667 do sexo masculino e 126 do sexo feminino. Deste número, 45 foram reativos, o que corresponde a uma taxa de exposição de 6.7 por cento.

Dos reativos, 40 foram IGG, três IGM e um positivo a COVID-19. Trata-se de um cidadão angolano, residente na província do Cuanza Sul, que agora está isolado em Luanda.

O secretário de Estado informou ainda que a testagem obrigatória dos passageiros provenientes do exterior continua, tendo sido possível registar, até ontem, oito cidadãos positivos, um proveniente do Brasil, três do Dubai, dois de Portugal e igual número proveniente da Alemanha. Destes, dois são cidadãos angolanos, dois brasileiros, dois nigerianos, um francês e um israelita. Em relação ao género, dois são do sexo feminino e os restantes seis do sexo masculino.

Os oito casos positivos estão a ser acompanhados num centro de isolamento para procedimentos clínicos, epidemiológicos e laboratoriais.

No fim da sessão de actualização de dados da COVID-19 no país, o secretário de Estado alertou aos angolanos para o perigo que representa a realização de viagens desnecessárias num momento como este, com o surgimento de novas variantes do vírus que causa a COVID-19 em vários países do mundo.