Saúde
07 Maio de 2021 | 10h05

NAS ÚLTIMAS 24 HORAS

Autoridades sanitárias notificam quatro óbitos e 392 casos novos

A COVID-19 causou a morte de mais quatro angolanos, com idade entre 64 e 83 anos, sendo três na província de Luanda e uma no Uíge, nas últimas 24 horas.

As autoridades sanitárias notificaram ainda 392 novas infecções e 11 pacientes recuperados, no mesmo período, de acordo com boletim epidemiológico da Direcção Nacional de Saúde Pública (DNSP) desta quinta-feira, 6 de Maio.

Dos 392 casos confirmados, foram identificados 320 infectados em Luanda, o epicentro da pandemia no país, 42 estão no Cuando Cubango, nove na Huíla, sete em Cabinda, cinco em Benguela, três no Huambo, dois no Namibe e um caso nas províncias de Malanje e Zaire.

As idades dos infectados variam entre 20 dias e 83 anos, sendo 224 do sexo masculino e 168 do feminino.

O boletim epidemiológico dá a conhecer que os 11 pacientes recuperados, com idades entre 13 e 52 anos, cinco estão em Luanda, quatro na Huíla e dois no Huambo.

Nas últimas 24 horas, os laboratórios de testagem da COVID-19 processaram 3.721 amostras por RT-PCR, elevando o registo cumulativo para 516.061 amostras processadas, correspondente a uma taxa de positividade de 5.4 por cento.

Nos pontos de entrada e saída de Luanda foram testados 1.136 cidadãos e destes seis tiveram diagnóstico positivo, sendo quatro no Cabo Ledo e dois no Uezo.

Com estes últimos dados da COVID-19 em Angola, o quadro epidemiológico passa a ter 27.921 casos positivos, dos quais 24.503 recuperados e 2.796 activos.

No grupo dos activos, 16 pacientes estão críticos, 24 graves, 112 moderados, 56 leves e 2.588 assintomáticos.

Nos centros de quarentena institucional estão agora 110 pessoas em acompanhamento e sob vigilância epidemiológica encontram-se 1.536 contactos directos dos casos positivos.