Governo
07 Abril de 2021 | 15h04

MICRO- EMPREENDEDORES CRIAM MAIS DE DOIS MIL EMPREGOS

A operacionalização da linha de microcrédito, no âmbito do Programa de Reconversão da Economia Informal (PREI), permitiu a criação de 2.202 postos de emprego por micro-empreendedores, dos quais 1.175 do sexo feminino e 1.027 do masculino.

Estes dados foram avançados pelo Ministério da Economia e Planeamento (MEP), que indica  igualmente o registo de 32 novos pedidos de crédito no valor global de 119,2 milhões kwanzas, na última semana.

 

Dos 32 pedidos de crédito, sete candidatos de três sectores de actividade foram efectivamente financiados no valor global de 18,3 milhões kwanzas.

 

Os três sectores de actividade que beneficiaram de crédito são o de produtos e serviços da cadeia do agronegócio; de processamento alimentar e o de logística e distribuição de produtos agroalimentar e pescas.

 

O primeiro sector foi financiado com 10.6 milhões de kwanzas, o segundo com 6.1 milhões  de kwanzas e o terceiro recebeu 1.5 milhões de kwanzas.

 

O stock de financiamento desta linha de microcrédito situa-se em 1.6 mil milhões de kwanzas.

 

Tratando-se da linha de financiamento de microcréditos, no âmbito das Medidas do Alívio Económico, foram já registados 2.039 pedidos no valor aproximado de 4.9 mil milhões de kwanzas.

 

Adicionalmente, esta linha de financiamento prevista no Decreto Presidencial 98/20 permitiu a formalização de 704 micro e pequenas empresas, sendo que até ao final de 2022 a meta é atingir dois mil micro- empreendedores, conforme o Plano de Desenvolvimento Nacional.

 

Para este ano, a previsão é formalizar um total de 750 micro-empreendedores, sendo que até ao momento já estão registados 454.