Saúde
08 Junho de 2021 | 11h06

MAIS 82 CASOS POSITIVOS E TRÊS ÓBITOS

Recuperados 449 pacientes em 24 horas

O país registou um aumento considerável de pacientes recuperados, de 14 para 449, nas últimas 24 horas.

Os dados foram avançados pela ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, durante a actualização do estado da pandemia no país, esta segunda-feira, 4 de Junho, no Centro de Imprensa Anibal de Melo (CIAM), em Luanda.

Dos 449 pacientes recuperados da doença, 316 estão em Luanda, 61 no Cuando Cubango, 27 no Huambo, 18 no Namibe, 11 na Huíla, cinco no Zaire, três em Benguela e Cuanza Sul, dois nas províncias do Cunene e do Bengo, um no Bié e outro na Lunda Sul. As idades variam entre um mês e 87 anos.

Sílvia Lututuca também anunciou a redução de casos positivos de 178 para 82 nas últimas 24 horas, sendo 49 em Luanda, 11 na Huíla, sete no Cuando Cubango, quatro no Huambo, três nas províncias do Bié, Cabinda e Cuanza Norte, e dois em Malanje e igual número no Zaire. Do sexo masculino são 56 infectados e do sexo feminino 26, com idades entre três e 83 anos.

No mesmo dia, foi registada a ocorrência de três óbitos de cidadãos angolanos na faixa etária dos 48 a 86 anos, sendo um em Luanda e dois na Huíla.

A pandemia da COVID-19 já atingiu 35.854 pessoas em todo o território nacional, 800 das quais morreram, 29.329 ficaram recuperadas e 5.725 estão activas, incluindo 11 em estado crítico, 26 graves, 155 moderados, 15 leves e os restantes assintomáticos.

Sobre a vacinação contra a COVID-19, a ministra da Saúde disse que os postos continuam com uma afluência positiva, tendo sido vacinadas 1.145.108 pessoas.

Sílvia Lutucuta disse existirem duas variantes, a inglesa e a sul-africana, em circulação comunitária na província de Luanda, com uma virulência muito mais alta que tem estado a afectar pessoas de todas as idades e de ambos os géneros.

A governante informou que as variantes já chegaram as outras províncias através de casos importados e de transmissão local.

Quanto aos casos importados, Huíla registou 13 casos, Cuanza Norte sete, Cunene cinco, Huambo quatro, Cuanza Sul dois e Malanje um caso. Todos são da estirpe inglesa.

A equipa de saúde mental e de intervenção psicossocial assistiu 44 cidadãos. Por sua vez, o Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) recebeu 74 chamadas para pedidos de informação sobre a COVID-19.