Governo
20 Fevereiro de 2021 | 20h02

FÁBRICA REABRE APÓS 18 ANOS DE PARALISAÇÃO

Antigos trabalhadores da África Têxtil vão ser reenquadrados

Antigos trabalhadores da fábrica "África Têxtil” vão ser contratados para continuarem a prestar serviç̧o na unidade fabril, agora reabilitada, equipada e reaberta neste sábado, 20 de Fevereiro, na presença no Presidente da República, João Lourenço.

Após a visita à fábrica, o Presidente João Lourenço disse à imprensa que notou a presença de antigos trabalhadores e que, certamente com base nos criterios definidos pela entidade empregadora, serão reenquadrados para se juntarem aos 175 novos trabalhadores recrutados numa primeira fase.

O Presidente João Lourenço disse também que o sistema bancário vai garantir divisas para a importação de matériaprima. Mas as divisas serão do investidor que opera em Angola, devendo este fazer a compra no país.

A partir do momento em que a gestão foi entregue a uma entidade privada, a empresa tem a possibilidade de explorar as unidades fabris durante alguns anos, deixando o Estado livre de despesas.

"O Estado angolano não só deixa de investir, como passa a ganhar com os impostos que a empresa tem a obrigação de pagar, esclareceu o Presidente da República.

João Lourenço reconheceu que nem todas as condições estão criadas por completo, mas assegura que foi criado o mínimo de condições para o início do funcionamento da fábrica, sendo que o restante não deixará de ser feito pelas partes.

Acompanhado da Primeira-Dama, Ana Dias Lourenço, o Presidente da República efectuou uma visita guiada às instalações da unidade fabril que vai produzir cobertores, lençois, toalhas e uniformes.

No local, o Chefe de Estado assistiu a um vídeo institucional onde tomou contacto com as diversas fases do processo de reabilitação.

O Presidente da República também visitou as obras de um hospital em construção no município da Baía Farta, e concedeu audiências a representantes da classe empresarial, de instituições religiosas e da sociedade civil no Palácio do Governo Provincial.