Governo
15 Janeiro de 2021 | 14h01

ENCERRAMENTO TEMPORÁRIO DAS LIGAÇÕES AÉREAS

Mais de 11 mil passageiros regressam ao país nos próximos dias

Um total de 11.100 passageiros, entre angolanos e estrangeiros residentes no país, devem regressar até ao dia 23 de Janeiro ao território nacional, antes do encerramento temporário das ligações aéreas com as repúblicas da África do Sul, Portugal e Brasil no dia 24 de Janeiro, para evitar a importação das novas variantes do vírus da COVID-19.

O ministro dos Transportes, Ricardo de Abreu, na conferência de imprensa de apresentação das novas medidas temporárias para o controlo da pandemia no país, realizada esta quinta-feira, 14 de Janeiro, em Luanda, disse que dos 11.100 mil passageiros, 5.000 regressam de Portugal, 1.600 do Brasil e 1.400 da África do Sul pela companhia aérea nacional, TAAG. Pela TAP, companhia aérea portuguesa, está previsto o regresso de 3.000 passageiros. 

Os passageiros que regressam dos três países deverão preencher um boletim de registo e um termo de compromisso de cumprimento da quarentena domiciliar. Quem violar, está sujeito ao pagamento de uma multa, conforme estabelecida pelo governo angolano. 

Após ao desembarque, os passageiros vão ser testados obrigatoriamente, pelo que já estão a ser criadas condições no aeroporto para o efeito. 

Ricardo de Abreu disse que as companhias aéreas têm a possibilidade de manterem as frequências dos seus voos semanais e realizarem voos especiais até ao dia 23 de Janeiro, para aumentarem a capacidade de oferta. 

O Ministério dos Transportes está também a preparar uma estratégia de comunicação, para permitir que os passageiros sejam alertados atempadamente sobre a frequência dos voos e procederem a testagem antes do embarque. 

O retorno à normalidade dependerá da evolução epidemiológica dos países visados pela medida do encerramento das ligações aéreas a partir do dia 24 de Janeiro. 

O ministro dos Transportes pediu a compreensão e colaboração de todos os cidadãos envolvidos neste processo.