Saúde
01 Maio de 2021 | 19h05

COVID-19: NÚMERO DE INTERNADOS TRIPLICA NAS ÚLTIMAS TRÊS SEMANAS

As unidades de tratamento da COVID-19 regista um crescimento vertiginoso de entradas e agravamento de pacientes, fruto do incumprimento das medidas de biossegurança.

Nos cuidados intensivos, desde o dia 9 de Abril até à data presente, houve um aumento acima dos 50 por cento de casos graves, 98 por cento para casos activos e se observou um declínio na taxa de recuperação para 3.6 por cento. Os dados foram lançados pelo secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, no ponto informativo de actualização dos dados da pandemia, nesta sexta-feira, 30 de Abril, dia em que o número de casos positivos atingiu 221, dois óbitos por COVID-19 e 270 recuperados.

Dos casos positivos, 191 foram registados em Luanda, 11 na Huíla, seis no Huambo, quatro em Cabinda, três em Benguela e igual número em Malanje, dois no Bié e um no Namibe.

Os novos infectados, na faixa etária de dois meses de vida a 89 anos, são 121 do sexo masculino e 100 do feminino.

Em Luanda, as localidades mais acometidas são Belas, Cacuaco, Cazenga, Kilamba Kiaxi, Maianga, Ingombota, Rangel, Talatona, Samba, Sambizanga e Viana.

Franco Mufinda informou que, no mesmo período foram notificadas duas mortes, ambas de angolanos, uma de 55 anos em Luanda, e a outra de 61 anos no Huambo.

Em relação à recuperação, 270 pessoas tiveram alta, dos quais 242 em Luanda, nove em Benguela, seis no Moxico, quatro no Cunene, três no Bengo, duas no Huambo, igual número na Huíla, uma Malanje e Zaire, cujas idades variam de um a 88 anos.

No total, o país acumulou, até ao momento, um registo de 26.652 casos positivos, dos quais 596 óbitos, 23.876 recuperados e 2.180 activos.

Sobre os activos, 11 estão em estado crítico, 17 graves, 92 moderados, 69 leves e 1.991 assintomáticos.

Neste momento, 189 contaminados estão internados nos centros de tratamento da COVID-19.

Nos laboratórios de testagem da COVID-19, os especialistas processaram 2.900 amostras e a taxa de positividade diária foi de 7.6 por cento.

O registo cumulativo de amostras processadas elevou para 502.569 e a taxa cumulativa de positividade para 5.3 por cento.

Nos centros de quarentena institucional, são acompanhadas 123 pessoas e 1.524 contactos de casos positivos controlados pelas autoridades sanitárias.

O Centro Integrado de Segurança Pública recebeu 72 chamadas para pedidos de informação sobre a COVID-19 e a equipa de saúde mental e intervenção psicossocial atendeu 39 pessoas.

Nos postos de entrada e saída de Luanda, 592 utentes foram testados, sendo 387 do sexo masculino e 205 do sexo feminino. Deste número, quatro pessoas testaram positivo.

No Aeroporto Internacional "4 de Fevereiro”, 37.215 viajantes foram testados após ao desembarque, de 16 de Janeiro até à data, sendo 9.837 do sexo feminino e 27.378 do sexo masculino.

Deste número, 90 cidadãos testaram positivo, sendo 27 do sexo feminino e 63 do masculino.

GOVERNO APELA À MOBILIZAÇÃO DA POPULAÇÃO PARA SEGUNDA DOSE DA VACINA

A segunda dose da vacina contra a COVID-19 arranca nesta segunda-feira, 3 de Maio, e abrange as pessoas que tomaram a primeira dose, entre 2 e 15 de Março, desde que afluam aos locais de vacinação.

A boa nova foi dada esta sexta-feira, 30 de Abril, pelo secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, na atualização de dados do COVID-19 em Angola.

Relactivamente aos locais de vacinação, os vacinados deverão dirigir-se aos locais onde tomaram a primeira dose.

Neste sentido, o cidadão deverá apresentar o cartão de vacina da primeira dose e ser-lhe-á exigido o impresso contendo o código de barras, nos centros de vacinação para garantir celeridade no processo.

Contudo, o secretário de Estado garantiu que as autoridades sanitárias passam a enviar uma mensagem para os telefones e e-mails, no sentido de alertar a população sobre a vacinação.

Em relação à primeira campanha de vacinação contra a pandemia, o governante actualizou que, a nível nacional, 10.635 pessoas foram imunizadas nas últimas 24 horas. O país já vacinou 524.298 indivíduos, desde o início da vacinação no dia 2 de Março até a data, finalizou.