Saúde
06 Abril de 2021 | 08h04

CIDADÃO CUBANO MORRE DE COVID-19

Recuperados 573 pacientes em 24 horas

As autoridades sanitárias recuperaram 573 pacientes da COVID-19, registaram 86 novos casos positivos e uma morte, por esta doença, de um profissional de saúde de nacionalidade cubana, de 73 anos, na província de Benguela, nas últimas 24 horas. 

Um criança de três anos e um adulto de 58 anos fazem parte do grupo dos 573 pacientes recuperados. Deste número, 322 pacientes estão em Cabinda, 180 em Benguela, 50 no Zaire, sete em Malanje, seis em Luanda, cinco no Huambo, um no Cuando Cubango e dois no Namibe, segundo a ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, nesta segunda-feira, 5 de Abril, em Luanda, durante a conferência de imprensa para actualização dos dados da pandemia no país.

Quanto aos novos infectados, 50 do sexo masculino e 36 do feminino, com idades entre entre seis e 85 anos, a titular do sector da Saúde fez saber que 80 foram detectados em Luanda, dois na Huíla e um nas províncias de Benguela, Cabinda, Zaire e Cuando Cubango, respectivamente.

Angola contabiliza 22. 717 casos positivos, dos quais 21.422 recuperados, 543 óbitos e 722 activos. Entre os activos, três estão críticos, 10 graves, 40 moderados e 28 leves.

Nas últimas 24 horas, foram processadas 2.175 amostras por RT-PCR, das quais 86 positivas, elevando para 443.115 o total de amostras processadas. A taxa de positividade subiu de 5.1 para 5.4 por cento.

No período em referência, não foi detectado nenhum caso positivo entre os 772 testes realizados nos pontos de entrada e saída de Luanda.

Sílvia Lutucuta informou que estão a ser realizados testes nos mercados e escolas de Luanda.

Até ao momento, 27.482 passageiros foram submetidos ao teste pós-desambarque no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro em Luanda. Deste número, 12 testaram positivo.

          MAIS DE 180 MIL CIDADÃOS VACINADOS CONTRA A COVID-19

O país já vacinou 181.578 pessoas contra a COVID-19 em cinco províncias, desde o ínicio da campanha de vacinação.

Luanda lidera a lista dos vacinados com 124.833 pessoas, Benguela está na segunda posição com 25.867, segue-se o Huambo com 13.730, Cabinda com 9.604 e a Huíla com 7.575 vacinados.

Entre os vacinados até agora, 47.866 são técnicos de saúde, 63.660 professores e 26.067 pessoas idosas e com comorbidade, de acordo com a directora Nacional de Saúde Pública, Helga Freitas, nesta segunda-feira, 5 de Abril, em Luanda, na conferência de imprensa para actualização dos dados da pandemia no país.

Helga Freitas anunciou que a partir do dia 9 de Abril outras províncias vão ser abrangidas no processo de vacinação, tendo sempre como prioridade as pessoas dos grupos de risco e mais expostas ao vírus da COVID-19.

No mês de Maio, começa a vacinação das pessoas com mais de 45 anos e a aplicação da segunda dose da vacina para todos que receberam a primeira dose.

No âmbito da cooperação existente entre o governo angolano e a China, a comunidade chinesa já está a ser vacinada contra a COVID-19.

Das 200 mil doses de vacina de origem chinesa doadas ao país, 1.055 já foram ministradas aos cidadãos deste país residentes em Luanda, informou Helga Freitas.