Governo
10 Junho de 2021 | 23h06

BENGO

Presidente da República concede audiências a entidades da província

No primeiro dia de trabalho do Presidente da República, João Lourenço, além da reunião com o Governo da província e das visitas à Fazenda Novagrolíder e às obras integradas de Caxito, foram recebidas em audiência autoridades tradicionais e religiosas, empresários e membros do Conselho Provincial da Juventude.

António Salvador, Príncipe dos Dembos, a maior autoridade tradicional da província, disse que gostou muito da visita do Presidente da República ao Bengo.

"Explicamos as preocupações dos municípios, o Presidente tomou nota e garantiu tudo fazer para mudar a situação, como a questão da água e da luz.

A reverenda da Igreja Metodista, Lurdes de Almeida, referiu que apresentou várias questões relacionadas aos transportes públicos, melhoria das estradas e das residências, e recebeu garantias de que as preocupações poderão ser acauteladas no próximo Orçamento Geral do Estado (OGE).

O empresário Carlos Gomes disse estar "profundamente satisfeito” com a visita do Presidente João Lourenço e pela oportunidade de apresentar questões pontuais que têm a ver com o desenvolvimento industrial, "muito bem acolhidas” pelo Chefe de Estado, que no momento deu orientações precisas aos ministros presentes na audiência.

Outra preocupação apresentada pela classe empresarial está ligada às infraestruturas de apoio ao sector industrial, como estradas, água,energia eléctrica, e à importação de produtos com produção local suficiente.

Por último, Amaro Jorge, líder juvenil religioso e membro do Conselho Provincial da Juventude, disse ter apresentado ao Chefe de Estado várias situações que preocupam a juventude, dentre elas a situação da estrada que liga Caxito a Nambuangongo e a paralisação das obras do pólo universitário da província do Bengo.

"Falamos também sobre a centralidade do Capari, que a maioria dos moradores não são jovens da província do Bengo, e também da extensão da rede eléctrica para todos os municípios. Falamos ainda sobre as várias situações que os jovens tem encontrado no que concerne ao empreendedorismo”, acrescentou.

Os jovens, segundo Amaro Jorge, acreditam que melhores dias virão para a juventude do Bengo, depois da visita do Presidente João Lourenço.