Portal Oficial do Governo da República de Angola

Presidente da República prorroga Estado de Emergência

Caros Compatriotas

Passaram-se praticamente trinta dias desde que tomámos a decisão de decretar o Estado de Emergência no superior interesse da defesa da saúde e da vida dos angolanos, perante a ameaça da pandemia da Covid-19.

Naquela data, 25 de Março, o nosso País apresentava um registo de apenas três casos confirmados da doença.

Foi a tomada atempada de medidas de saúde pública que permitiu manter controlado o risco de propagação da doença, o que significa que está encontrado o caminho que devemos continuar a seguir, como contribuição de Angola na luta global contra a pandemia.

Hoje melhor do que ontem, temos a exacta noção do quão difícil é observar o regime de confinamento a que nos vemos forçados pela ameaça do novo coronavírus, mas não temos outra opção senão aceitar os sacrifícios para preservar o bem maior - a VIDA.

Caros cidadãos

O avanço da Covid-19 ao redor do mundo, ensina-nos que a prevenção continua a ser a melhor e a mais eficaz forma de luta contra o perigo mortal com o qual nos confrontamos.

Assim, nos termos dos poderes que me são conferidos pela Constituição da República de Angola, depois de ouvida a Assembleia Nacional;

Declaro a prorrogação do Estado de Emergência pelo período de quinze dias a contar de 26 de Abril do corrente ano, com algumas medidas de alívio em grande parte do território nacional abrindo a possibilidade da retomada paulatina da actividade económica.

Aproveito esta ocasião para reconhecer publicamente o empenho dos profissionais de saúde, médicos, enfermeiros, técnicos e especialistas, policiais, militares, empresários, líderes religiosos, jornalistas e figuras da sociedade civil, na luta comum contra a COVID 19.

Mais uma vez apelamos a todos no sentido de mantermos as medidas básicas de prevenção recomendadas pelas competentes autoridades sanitárias.

O levantamento definitivo do Estado de Emergência e das restrições a ele inerentes dependerá sobretudo da forma como cumprirmos tais medidas, dependerá do nosso comportamento individual e colectivo.

Seja responsável, faça a sua parte!

Fique em casa!

Lave as mãos com frequência!

Mantenha a distância recomendada!

Use máscara em ambientes como no transporte público, nos mercados e outros!

Data da Publicação: 04/25/2020

Descarregar Ficheiro