Portal Oficial do Governo da República de Angola

Informação Pessoal

Adriano Mendes de Carvalho, nasceu no bairro Marçal, Distrito Urbano do Rangel, província de Luanda, aos 16 de Setembro de 1959. Filho de Agostinho André Mendes de Carvalho e de Violante Agostinho de Carvalho, é casado com Sofia Bendita Sebastião Mendes de Carvalho e pai de quatro filhas.

Curriculum Académico

Em 1965, aos seis anos de idade, começou os seus estudos primários no Colégio Dom Diniz, Escola 83, tendo terminado o ensino primário na Escola de Caquengue, comuna de Kaculo-Kahango, município do Icolo e Bengo, actual Província de Luanda.

De 1970 a 1974, fez o ensino secundário na Província de Malanje, no Colégio do Quéssua e, posteriormente, o ensino médio na República de Cuba (Havana).

De regresso ao país, frequentou o curso superior de Engenharia Mecânica na Faculdade de Engenharia da Universidade Agostinho Neto.

Em 1984, deslocou-se para a República da Polónia (Varsóvia), onde concluiu a licenciatura em Direito Internacional Público e o Mestrado em Direito Internacional Marítimo.

Curriculum Político e Associativo

Militante do MPLA desde 1974, ingressou no CIR (Centro de Instrução Revolucionário) das FAPLA (Forças Armadas Populares de Libertação de Angola) de 1974 a 1982, tendo sido destacado nas províncias do Bengo no CIR Mussenga.

Especializou-se em lançamento de mísseis de terra e ar, flecha estrela 2M, ZPU4,TOP20, ZU23 e ZG1. Também fez parte da fusão FAPA- DAA, no Morro da Luz.

Por dois mandatos consecutivos, foi deputado pela Bancada Parlamentar do MPLA na Assembleia Nacional, eleito secretário municipal do MPLA do município de Icolo e Bengo e no dia 19 de Agosto do mesmo ano membro do Comité Central do Partido.

Curriculum Profissional

No âmbito profissional, trabalhou na Toyota de Angola, Angonave e, como professor, leccionou a disciplina de Matemática no Centro de Instrução 14 de Abril da TAAG. Mais tarde, transferiu-se para o Ministério das Pescas, onde trabalhou como jurista, precisamente no Gabinete Jurídico.

De 1996 a 1998, exerceu o cargo de director-geral da Edipesca. Em 2003, foi nomeado para o cargo de secretário-geral do Ministério das Pescas e, posteriormente, director-geral do Instituto de Apoio às Indústrias de Pescas de Angola (INAIP)

Foi vice-governador para a Área dos Serviços Comunitários e vice-governador para Esfera Política e Social da Província de Luanda, cumulativamente, bem como administrador municipal do Icolo e Bengo.
Em Outubro de 2017, foi nomeado governador da província de Luanda. Desde o dia 2 de Janeiro de 2019, é o governador da província do Cuanza-Norte.