Portal Oficial do Governo da República de Angola

Discurso do Presidente da República no encontro com Angela Merkel

Intervenção do Presidente da República, João Lourenço, no encontro de sexta-feira, 7, em Luanda, com a Chanceler da República Federal da Alemanha, Angela Merkel.

Sua Excelência Chanceler Angela Merkel,

Excelentíssimos membros da Delegação alemã,

Excelentíssimos membros da Delegação angolana,

Minhas senhoras, meus senhores,

Excelências,

Tenho a honra de receber Vossa Excelência em Luanda, para a realização da sua segunda Visita Oficial a Angola, que acontece passado pouco mais de um ano, da que efectuei à República Federal da Alemanha, de 22 a 23 de Agosto de 2018.

Este intercâmbio entre os nossos dois Países ao mais alto nível, é em nosso entender uma inequívoca demonstração do grande dinamismo que caracteriza as relações entre Angola e o vosso país e também um claro sinal do nosso interesse recíproco em realizarmos com pragmatismo, quer ao nível institucional, como empresarial, acções diversas que vão contribuir para a intensificação das relações económicas, empresariais e outras entre nossos países.

Durante a visita que efectuei a Alemanha, abordamos importantes questões de interesse comum, que culminaram com a assinatura de relevantes instrumentos jurídicos, dos quais realço o Memorando de Entendimento sobre a Cooperação entre o Instituto Geológico de Angola e o Instituto Federal de Geociência e Recursos Naturais da Alemanha, e a Declaração Conjunta no Domínio dos Transportes.

Temos um registo muito positivo da implementação das acções que se inscrevem no quadro desses acordos, e estamos por isso encorajados a projectar iniciativas que submeteremos a consideração de Vossa Excelência, no decurso deste nosso encontro, com a expectativa de obter da vossa parte uma reacção que concorra para a ampliação do nosso quadro de cooperação bilateral, com vantagens para ambas as partes.

Deste modo, gostaria de anunciar a Vossa Excelência, o interesse do Executivo angolano em estabelecer com a Alemanha, programas de assistência em matéria de formação e capacitação de quadros, de investigação e cooperação científica, nos sectores da agricultura e florestas, das pescas, da educação e formação profissional, e no da saúde.

Temos um grande interesse em aprofundar e ampliar a cooperação com as instituições financeiras e bancárias alemãs competentes, com o propósito de assegurarmos os financiamentos necessários para o desenvolvimento dos sectores do gás, de energia e águas, das infra-estruturas rodoviárias, ferroviárias, portuárias, no regime de parcerias público-privadas.

A concessão para a exploração e gestão dos principais caminhos de ferro e portos existentes, com destaque para o CFB com vista a rentabilizar o tráfego internacional de mineiros e outras mercadorias e passageiros dos países encravados, constitui um grande desafio para os grandes investidores alemães do ramo dos transportes.

Quero destacar que no domínio da cooperação financeira, o vosso país tem revelado uma abertura que corresponde às nossas expectativas em matéria de realização de projectos de desenvolvimento.

Importa neste âmbito referir a disponibilização do financiamento no valor de USD 1.06 bilhões, destinados a aquisição de equipamento electromecânico de fabrico alemão para apetrechar em turbinas a barragem de Caculo-Cabaça.

Embora sendo esta infraestrutura fundamental para a electrificação de Angola, gostaríamos de ver o envolvimento de empresas alemãs na construção de outras centrais hidroeléctricas de grande porte como o empreendimento binacional de Baynes no rio Cunene para servir Angola e a Namíbia, e também na produção de energia solar em zonas mais remotas do país.

Sublinho igualmente o nosso interesse em poder contar com o apoio da Alemanha, para a expansão e modernização da rede eléctrica das cidades de Moçâmedes e Tômbwa, assim como a inter-ligação entre ambas.

Gostaria conferir especial realce ao sector da agricultura, relativamente ao qual o envolvimento do vosso país pode ter grande relevância no desenvolvimento da produção agrícola em Angola.

Nesse capítulo, sublinho a importância que assume para a agricultura e pecuária angolana, a cooperação bilateral na perspectiva da construção de uma unidade de produção de vacinas e laboratório de pesquisa animal.

Permita-me senhora Chanceler, que faça referência a nossa apreciação bastante positiva sobre esta visita, que apesar de curta, consideramos altamente produtiva.

Um sinal dessa avaliação que acabo de fazer tem a ver com o evento que decorrerá no período da tarde com empresários alemães e angolanos, onde estaremos presentes para transmitir uma mensagem de incentivo e encorajamento a todos os presentes, para se interessarem em investir na economia angolana.

Por outro lado o facto de estarem preparados para assinatura vários instrumentos jurídicos como o acordo na área dos Recursos Minerais e Petróleos sobre bolsas de estudo para mestrado, o acordo sobre os transportes aéreos, o memorandum para a implantação de uma academia do sector energético e projectos hidro-eléctricos, ou ainda os contratos comerciais nos Transportes para o metro de superfície de Luanda, na Saúde para a construção de unidades hospitalares e na Banca para a construção da fábrica de papel moeda e documentos de alta segurança, que vão selar a Sua visita a Angola e contribuir para o aprofundamento e ampliação das relações entre a República Federal da Alemanha e a República de Angola.

Finalmente, no sector da Defesa gostaríamos de ver o nome da Alemanha associado ao nosso projecto de apetrechamento da Marinha de Guerra angolana no quadro da vigilância e segurança marítimas das nossas águas e consequentemente do Golfo da Guiné.

Mais uma vez seja bem vinda a Angola, votos de boa estadia entre nós.

Obrigado pela atenção dispensada!

 

Data da Publicação: 02/07/2020