Portal Oficial do Governo da República de Angola
Saúde

País aumenta cobertura de vacinação

Angola atingiu 84 por cento da cobertura de vacinação, informou, nesta quarta-feira, 24, em Luanda, a coordenadora do Programa de Vacinação (PAV), Alda Sousa. Angop


O PAV incluiu, além do calendário de vacinação infantil, vacinas contra a febre-amarela, tétano e hepatite B.



 



A propósito da semana africana de imunização, que decorre sob o lema ” todos protegidos a vacina funciona”, Alda Sousa apontou como causa do aumento da cobertura vacinal, a realização de campanhas de vacinação e mobilização, indo ao encontro das populações até as zonas longínquas.



A estratégia inclui ainda intervenções   para a melhoria dos indicadores de saúde  pública  e reforça do calendário de vacinação de rotina, com a introdução de novas vacinas, com destaque para a  pneumo,  do rotavirus, e mais recentemente a vacina contra a rubéola e a pólio injectável.



Nos anos de 2016 e 2017, a cobertura de vacinação havia estagnado a volta de 70 por cento em todo país.



“ Um dos grandes desafios é manter ou melhorar o que se conquistou, por isso apelo aos administradores municipais a colaborarem e apoiarem as equipas de vacinação para o seu sucesso”, reforçou.



Apontou como um dos ganhos a erradicação da poliomielite, estando desde 2011 sem o registo de casos desta doença.



Na última campanha de vacinação realizada em Abril de 2018 foram vacinadas 13 milhões de crianças contra a pólio, sarampo e rúbeola.



O Executivo Angolano conta com apoio de parceiros  internacionais  como a Aliança Global para Vacinas (GAVI), a Organização Mundial da Saúde e o UNICEF.



Angop